O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA E O “EFEITO PREGUIÇA”

Maria Luiza Souza Caetano, Alexandre Alvarenga, Luiza Riselle de Melo, Murilo Augusto Silva Ribeiro, Guilherme Grillo

Resumo


Durante a aplicação do Programa Bolsa Família surgiram alguns mitos como o “efeito preguiça”. O presente estudo tem por objetivo refletir sobre a existência do efeito preguiça na perspectiva das obras de Campello e Neri (2013) e Weissheimer (2006). Metodologicamente trata-se de um artigo teórico. Para isso foi realizada uma revisão sobre o programa, transferência de renda e efeito preguiça. Por fim, a partir das reflexões sobre as obras dos autores, fica claro que o efeito preguiça é um mito.


Palavras-chave


Assistencialismo; Pobreza; Transferência de Renda

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN 2317-7764

QUALIS 2013

DIREITO  B4

INTERDISCIPLINAR  B4

LETRAS/LINGUÍSTICA B5

QUALIS 2014

DIREITO  B4

ADMINISTRAÇÃO  B4

ENGENHARIAS III   B4

LETRAS/LINGUÍSTICA  B5

CIÊNCIAS AMBIENTAIS  C